FALE COM A GENTE

Estrada do Pacuí 141

Vargem Grande | Rio de janeiro | RJ

​​Tel: +55 21 2497-0615

Whatsapp: +55 21 98033-6566

iqbal@iqbal.com.br

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

Copyright© 2014 - IQBAL KENNEL - Todos os direitos reservados

Filiado: Brasil Kennel Club (BKC) | Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC) | Fédération Cynologic Internationale (FCI)

Designed by Giulianna Ciuffo Design

SHIH TZU

ENCARNA COM PERFEIÇÃO O MODELO DE CÃO DE COLO E COMPANHIA 

HISTÓRIA

1/1

Originário do Tibet, o Shih Tzu era utilizado como cão de companhia durante as longas viagens até a China. Os cachorros andavam ao lado das caravanas ou em cestas carregadas por mulas. Também eram encontrados nos Monastérios, onde ganharam a fama de amuletos. Até então, eram mais parecidos com o Lhasa Apso, um dos cães que participaram da sua formação.

Na China, alguns exemplares foram doados ao imperador e passaram a ser uma das poucas raças que habitavam a “Cidade Sagrada”, residência oficial da família do Imperador. Em sua nova casa, os antigos Shih Tzu cruzaram livremente com os Pequineses. Isso explica a origem de muitas das características da raça nos dias de hoje.

 Herdou do Lhasa a pelagem longa e do Pequinês a cara achatada. A mordedura do Lhasa, por exemplo, é em forma de tesoura invertida (os dentes de baixo se fecham ligeiramente à frente dos de cima e encostam neles) e a do Pequinês é prognata (dentes de baixo à frente dos de cima, sem que se encostem). O resultado é que o Shih Tzu é um pouco prognata. O focinho do Pequinês é muito curto e o do Lhasa tem por volta de quatro centímetros. O Shih Tzu ficou com uma medida entre as duas raças: aproximadamente uma polegada (2,54cm) a mais do comprimento destes. O Pequinês possui sub-pêlo denso; o Lhasa, moderado. Já o Shih Tzu, uma densidade intermediária à dos dois.

Uma lenda conta que o Shih Tzu é o símbolo do amor impossível entre uma princesa chinesa e um mongol (povo predominante no Tibet). Como o casamento lhes foi negado, eles teriam resolvido cruzar um legítimo representante da China (o Pequinês) com um Lhasa (capital do Tibet), este seria o Lhasa Apso. Da união das raças surgiu o Shih Tzu, simbolizando tudo o que há de melhor nas duas culturas e o amor entre os dois povos.

 

PERSONALIDADE

O Shih Tzu encarna com perfeição o modelo de cão de colo e companhia. Apesar de ser um cão de personalidade forte e que facilmente domina os seus donos, é entre os cães de companhia, um dos que mais está habituado a passar horas no colo e interagindo com as pessoas da família, apesar de serem menos ativos do que outras raças do mesmo porte.

Extremamente dóceis e apegados ao contato humano, mas não do tipo que exigem afagos o tempo todo e muitas vezes podem se mostrar mais independentes como seu parente Lhasa-Apso. Por essa característica também são aptos a ficarem por mais tempo sozinhos sem destruir a casa ou latir em excesso. Seu relacionamento com outros cães e até mesmo com gatos costuma ser bastante bom.

Com as crianças o relacionamento é muito tranquilo, desde que estas não sejam muito rudes e brutas em suas brincadeiras, pois certamente os animais irão se afastar tanto quanto possível. Sociável até mesmo com estranhos, recebendo bem as visitas depois de descobrir que são amigos. Essa é uma das razões que o tornou popular. Hábito de fazer amigos e admiradores por onde passa.

TEMPERAMENTO

É muito difícil não se apaixonar por um Shih Tzu. Com seu temperamento extremamente dócil, olhar doce e amigável, ele é sociável, alegre, afetuoso, companheiro, amigável e é uns dos cães de pequeno porte mais silenciosos, ideais para se conviver em apartamento.

O Shih Tzu não possui temperamento agressivo, pelo contrário, é um cão muito brincalhão e companheiro ideal para crianças, devido a sua grande vontade de sempre estar por perto de seu dono e sempre disposto a uma boa brincadeira. Latidos para estranhos é a coisa mais rara de se ver em um Shih Tzu, é bem capaz de um ladrão entrar em sua casa e ele o receber com pulos de alegria e de rabinho abanando desesperadamente. São cães extremamente sociáveis e dispostos a conhecer pessoas novas, pois a sua maior felicidade é receber atenção e carinho.

Podemos dizer que o Shih Tzu é uma raça muito inteligente e observadora. Eles possuem facilidade de aprender a fazer suas necessidades nos lugares certos, se educados desde novos. É um cão muito disciplinado, não se enquadrando no grupo de cães roedores e destruidores. Uma boa educação é fundamental para o crescimento de seu animal, fazendo ele assim distinguir o certo do errado.

O Shih Tzu não é o tipo de raça que requer muitas atividades físicas e que necessitem de se exercitarem para gastar a energia acumulada no decorrer do dia. Ele é um cão moderadamente ativo. Adora brincar, correr e pular, mas também adora passar um tempo no sossego, deitado em um cantinho, curtindo a brisa da janela confortavelmente olhando ao redor. São extremamente carinhosos e adoram ficar deitados próximos aos seus donos ou então no colinho.

Dupla, ou seja, com pelo e sub-pelo, luxuosa, densa, longa e graciosa, não cacheada. Uma leve ondulação é permitida. Todas as cores são permitidas, tanto sólidas como com marcações.

Ainda que a elegância da pelagem longa provoque comentários de admiração, há quem prefira manter o Shih Tzu com os “cabelos” cortados. Ele fica com uma aparência rechonchuda e, mesmo que perca em imponência, ganha em fofura. Com o comprimento cortado entre cerca de 4 e 7 centímetros, o Shih Tzu parece um filhote. Tanto que nos EUA, esse tipo de corte é chamado de puppycut ou, em português, Tosa-filhote. Há dois motivos para cortar os pêlos do Shih Tzu. Um deles é o menor tempo para tratar do cão, o outro é mudar o estilo da vida dele.

Para quem não acha tanta graça em ficar horas lavando e secando, eis a vantagem. Os peludos exigem cerca de três horas e os cortados, apenas 45 minutos, aproximadamente. A escovação deixa de ser diária ou a cada dois dias e passa a ser duas vezes por semana. Além do mais, gasta-se uma média de cinco minutos para fazê-la, em vez de 15 ou 20 minutos. O cão, por sua vez, tem uma vida diferente. Como os olhos do Shih Tzu são salientes, é importante que os pelos da cabeça não entrem em contato direto com eles para não machucá-los, causando lacrimejação intensa, infecções e amarelamento dos pelos da região. Tanto que é a única raça cujo padrão oficial recomenda atar os pelos da cabeça. Além disso, limpe os olhos uma vez por semana com soro fisiológico, servindo-se de uma gase umedecida. Apare sempre os pelos ao redor do ânus e entre os dedos, para evitar nós nesta região e para que ele não deslize em pisos lisos, pela perda do atrito com o solo.

PELAGEM